© 2015 por DaniSantis Comunicação.

Rua Embaixador João Neves da Fontoura, 221 - Santana - SP

Buscar
  • Equipe Cemae

Qual a importância da inclusão escolar para o meu filho?

Atualizado: 5 de Ago de 2019



A inclusão é um tema constante no CEMAE, afinal aqui praticamos no dia a dia o convívio e aprendizado com crianças com os mais diversos perfis. Essa questão também ganhou espaço nos assuntos em destaque para a sociedade nas últimas décadas. Ainda bem, não é? Aqui acreditamos que uma sociedade justa tem espaço para todos com direitos em equilíbrio, especialmente na educação.


Se você é pai ou mãe, seja de uma crianças com deficiência ou não, já deve ter passado por alguma situação ou discussão sobre a inclusão nas escolas. Todos queremos o melhor para nossos filhos, então, como equalizar os interesses e necessidades de todos. Não é fácil, nós sabemos, mas também sabemos, por experiência própria, que é possível e traz benefícios para toda a sociedade.


Para explorar um pouco mais esse assunto, convidamos a psicopedagoga Joyce Cunha*, aqui do CEMAE, para responder algumas perguntas que podem ser o ponto de partida para falarmos sobre isso aqui no blog.


- Qual a principal dificuldade hoje para incluir crianças com deficiência nas escolas?

A principal dificuldade de incluir uma criança com deficiência, é garantir que todos tenham uma educação de qualidade, e recebam reais condições de evoluírem no processo de ensino aprendizagem. Não mais trabalhar com o igual e o diferente e sim, valorizar as diferenças, se libertando dos preconceitos.

A ideia da inclusão é mais do que somente garantir o acesso à entrada de alunos e alunas nas instituições de ensino. O objetivo é eliminar obstáculos que limitam a aprendizagem e participação discente no processo educativo.


- O que uma escola deve ter, em termos de estrutura física, para ser uma “escola inclusiva”?

Como estrutura física, a escola precisa possibilitar que todos os alunos tenham acesso a todas as atividades, sem sofrer com problemas arquitetônicos ou de necessidades básicas, como rampas para cadeirantes, banheiros de tamanhos apropriados para os mesmos, pisos adequados, iluminação adequada, ambientes bem ventilados, entre outras flexibilidades ou adaptações que o ambiente necessite para atender a diversidade de necessidades apresentadas por seus alunos.


- Qual o preparo básico para educadores?

Os professores precisam se atualizar continuamente. Existe a necessidade de formação continuada de professores para atuar no atendimento a alunos com necessidades educacionais especiais na rede regular de ensino.

Trabalhar com educação inclusiva, é se preparar para lidar com as diferenças, com a singularidade e a diversidade de todas as crianças e não com um modelo de pensamento comum a todas elas.


- É necessário envolver pais de alunos, especiais ou não, no processo de inclusão? Por quê?

Dentro do ambiente escolar, é necessário e importante que a família faça parte dos projetos, e que estejam engajados, cientes dos trabalhos realizados com os alunos. Independentemente de serem familiares de alunos inclusivos ou não. Estudos apontam que crianças que sentem e vivenciam o interesse de sua família por seus estudos e experiências escolares, são crianças que demonstram maior segurança e autoestima.


- Que benefícios a inclusão pode trazer para a escola e seus alunos?

Nossa sociedade como um todo, é beneficiada com a inclusão escolar. A vivência entre crianças com e crianças sem deficiência, possibilita enxergarmos que todos temos talentos e habilidades distintas, que merecem ser valorizadas e assim aceitamos as diferenças de maneira mais natural, diminuindo os preconceitos.

Gostou desse post? Tem dúvidas ou sugestões sobre esse tema? Participe e deixe seu comentário.


* Joyce Cunha é Pedagoga com especialização em Psicopedagogia, com 13 anos de prática, 8 em atendimento clínico e 2 anos de assessoria a escolas. Atualmente integra o grupo de profissionais do projeto de estudos e pesquisas da UNIFESP sobre Dificuldades de Aprendizagem.



40 visualizações